CONTATO

Entre em contato pelo telefone
(11) 3093-7333, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; pelo
e-mail atendimento@soudapaz.org, ou envie uma mensagem por meio do formulário a seguir:


Assessoria de Imprensa

Izabelle Mundim
izabelle@soudapaz.org


Desejo receber as newsletters do Instituto Sou da Paz.

NOTÍCIAS

Instituto Sou da Paz e agência regional da ONU promovem diálogo sobre impactos e desafios da presença e uso de armas nas escolas

2 de outubro de 2020 às 02:37

Evento reuniu diversos especialistas no tema; confira ao longo do texto os links para as apresentações realizadas no evento e para o estudo “Armas de fogo em escolas na América Latina e no Caribe”

No último dia 30 de setembro, o Centro Regional das Nações Unidas para a Paz, o Desarmamento e o Desenvolvimento na América Latina e o Caribe (UNLIREC), agência regional da Organização das Nações Unidas, e o Instituto Sou da Paz realizaram o Webinário “Armas de Fogo nas Escolas: desafios e soluções na América Latina e no Caribe”.

Como parte da pauta deste webinário, dirigido principalmente ao público brasileiro, o UNLIREC compartilhou as descobertas mais relevantes de seu recente estudo “Armas de fogo em escolas na América Latina e no Caribe: abordagens, desafios e respostas”. Como parte das constatações, foi apresentado que, nos últimos anos, tem aumentado a recorrência de notícias na mídia sobre incidentes de presença ou uso de armas de fogo nas escolas de alguns países da região.

Acesse a apresentação com os principais destaques do estudo

No monitoramento da imprensa feito para este estudo, e com o intuito de dar uma aproximação geral a este fenômeno, o UNLIREC identificou 122 casos de presença e uso de arma de fogo em escolas noticiados nos meios de comunicação digitais dos países da região em um período de 9 anos (entre junho de 2010 e julho de 2019).

Entre as variações que esse fenômeno tem assumido em alguns países da região, foram identificados: incidentes de armas encontradas dentro das escolas; alunos pegos carregando armas entre seus pertences; alunos armados que ameaçam e intimidam seus colegas e professores; lesões e mortes resultantes de disparos intencionais ou acidentais dentro de escolas, entre outros. Em relação aos tipos de armas, revólveres e pistolas foram os tipos de armas mais frequentemente presentes nos incidentes registados no referido acompanhamento, respondendo por 36% e 32%, respectivamente.

Em relação à origem das armas, e a partir dos incidentes em que esta informação estava presente no noticiário, foi possível identificar que em pelo menos 25 casos a origem das armas estava diretamente relacionada aos domicílios dos alunos. O que alerta para a importância do estabelecimento de medidas seguras de armazenamento para os proprietários de armas.

Esse panorama regional foi complementado com um olhar nacional e local sobre esse fenômeno, seus impactos e desafios no Brasil nos últimos anos. Esta análise esteve a cargo de representantes do Instituto Sou da Paz, da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO – Brasil), bem como de um membro do Ministério Público do Estado de São Paulo.

Acesse a apresentação de Miriam Abramovay, da Flacso

Acesse a apresentação feita por Natália Pollachi, do Instituto Sou da Paz

Os(as) panelistas concordaram que a presença e o uso de armas de fogo nas escolas e as motivações que levam estudantes a levarem uma arma para a escola são alimentadas por diversos fatores, como a dinâmica da violência nas escolas, as características dos contextos comunitários onde estão inseridas, facilidade de acesso a armas de fogo, bullying, aceitação cultural e social das armas (tidas como símbolos de poder, autoridade, respeito, masculinidade, entre outros). Nesse sentido, foi apontada a importância de se garantir uma abordagem integral para prevenir esse fenômeno.

Como parte da agenda do webinário, foram compartilhadas diversas medidas e iniciativas que estão sendo implementadas em alguns países da região que dedicam especial atenção à prevenção da presença e uso de armas de fogo nas escolas, tais como: protocolos e diretrizes de ação e prevenção contra a presença e uso de armas de fogo nas escolas; ferramentas de coleta e gestão da informação; campanhas de conscientização e educação dirigidas a estudantes quanto ao uso de armas de fogo e violência armada; entre outras iniciativas destinadas a fortalecer as escolas como espaços seguros e livres da violência armada.

Conheça as respostas e recomendações da Unlirec para uma abordagem integral diante da presença de armas de fogo em escolas

Este webinário teve a participação de mais de 70 pessoas do Brasil e de outros países da região ligadas aos setores públicos de educação, infância e adolescência, segurança, controle de armas, além de representantes de agências do Sistema das Nações Unidas, organizações de cooperação internacional, organizações da sociedade civil, academia e especialistas.

Este espaço de diálogo foi possível graças à valiosa contribuição financeira do Governo da Suécia.

UNLIREC

Amanda Cowl, Oficial de Assuntos Políticos

cowl@unlirec.org

Instituto Sou da Paz

Izabelle Mundim, assessora de imprensa

izabelle@soudapaz.org

QUER FAZER PARTE?

APOIE O SOU DA PAZ

A Paz na Prática acontece com você.

#SouDaPaz

Participe das nossas redes sociais