CONTATO

Entre em contato pelo telefone
(11) 3093-7333, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; pelo
e-mail atendimento@soudapaz.org, ou envie uma mensagem por meio do formulário a seguir:


Assessoria de Imprensa

Izabelle Mundim
izabelle@soudapaz.org


Desejo receber as newsletters do Instituto Sou da Paz.

NOTÍCIAS

Estupros voltam a subir no 1º semestre em SP; letalidade e vitimização policial caem, revela boletim Sou da Paz Analisa

28 de setembro de 2021 às 10:09

Vítimas vulneráveis representam 77% do total de vítimas; tipo de crime cresceu 17,5% no estado de São Paulo, segundo análise do Instituto Sou da Paz

Os crimes de estupro, que no início da pandemia da Covid-19 tiveram redução devido à subnotificação causada pelo isolamento social, voltaram a aumentar no estado de São Paulo em 2021, particularmente no Interior (crescimento de 13,1%) e nos municípios da grande São Paulo (19,5%). Os estupros vinham em uma tendência significativa de aumento no estado entre os anos de 2015 e 2019.

O mesmo movimento de queda no início de 2020 e subsequente aumento se repetiu com os estupros de vulneráveis, que tiveram um crescimento de 17,5% no estado. Além dos menores de 14 anos, as estatísticas de estupro de vulnerável também incluem pessoas com deficiência ou que não podem oferecer resistência por outra causa ou condição de vulnerabilidade, como embriaguez.

No 1º semestre de 2020 foram registradas 3.780 ocorrências de estupros de vulneráveis, enquanto nos primeiros seis meses de 2021 foram 4.441 ocorrências deste crime, que correspondem a 77% dos estupros registrados no estado.

Os dados constam no Boletim Sou da Paz Analisa que se debruçou sobre as estatísticas criminais do estado de São Paulo no 1º semestre do ano. Os dados analisados são da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP/SP) e das Corregedorias das Polícias Civil e Militar do Estado.

“O aumento neste último semestre indica uma retomada da notificação de violências que ficaram ocultas durante a pandemia”, comenta Carolina Ricardo, diretora-executiva do Instituto Sou da Paz. “Com a retomada das atividades presenciais, é preciso que os serviços que atendem as vítimas, como as escolas e equipamentos de saúde, estejam atentos, além da rede de apoio e familiares”, comenta.

Mais homicídios contra mulheres

No 1º semestre de 2021, houve um aumento de 2,6% dos homicídios contra mulheres (incluindo os feminicídios), quando foram registradas 201 vítimas contra 196 no mesmo período de 2020. O aumento mais intenso se deu na região do Interior, com um crescimento de 9,7% nos casos, enquanto na região metropolitana houve redução importante do número de homicídios de mulheres (-55%). 

Menos letalidade policial e homicídios

O boletim Sou da Paz Analisa do 1º semestre também aponta uma intensa redução tanto da letalidade como da vitimização policial no estado nestes primeiros seis meses de 2021. Policiais foram responsáveis por 351 mortes no 1º semestre de 2021, 182 mortes a menos que no mesmo período do ano anterior, uma intensa redução de -34,1%. Dentre essas 351 mortes cometidas pelas polícias paulistas, 283 foram durante o serviço (80,6%) e 68 em período de folga (19,4%). 

A vitimização de policiais também diminuiu significativamente no 1º semestre de 2021, passando de 28 policiais mortos nos primeiros seis meses de 2020 para 11 policiais assassinados no mesmo período de 2021, uma importante redução de -60,7%.

A redução da letalidade policial puxou para baixo o número de mortes violentas, que tiveram redução de 2,5% neste semestre. Em relação ao conjunto de crimes violentos, no 1º semestre de 2021 houve uma redução de -5,7% no total de ocorrências.

Informações para a imprensa:

Izabelle Mundim e Rayane Figueiredo – imprensa@soudapaz.org

QUER FAZER PARTE?

APOIE O SOU DA PAZ

A Paz na Prática acontece com você.

#SouDaPaz

Participe das nossas redes sociais