CONTATO

Entre em contato pelo telefone
(11) 3093-7333, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; pelo
e-mail atendimento@soudapaz.org, ou envie uma mensagem por meio do formulário a seguir:


Assessoria de Imprensa

Izabelle Mundim
izabelle@soudapaz.org


Desejo receber as newsletters do Instituto Sou da Paz.

NOTÍCIAS

Exército destrói armas entregues na Campanha do Desarmamento

26 de julho de 2013 às 04:26
Guarda Civil Metropolitana recebeu até um fuzil AR-15 entre centenas de armas e munições (foto: Ingrid Alfaya/Secretaria Municipal de Segurança Urbana)

Integrantes do Comitê de Controle de Armas e Desarmamento da cidade de São Paulo acompanharam em 12 de junho uma destruição de armas realizada pelo Exército Brasileiro em Barueri (SP). O procedimento deu fim a centenas de armas e munições (pistolas, revólveres, metralhadoras e até um fuzil AR-15) recebidas na Campanha do Desarmamento pela Guarda Civil Metropolitana, que já tirou mais de 5 mil armas de circulação desde 2009.

Poucas pessoas sabem o destino dos artefatos entregues na campanha, e esta última etapa é cercada de todos os cuidados que o assunto exige. A relação de armas a ser encaminhada por cada instituição é enviada previamente ao Exército, que no dia da destruição confere cada uma delas antes de levá-las à máquina trituradora. Todas as etapas são acompanhadas por testemunhas de pelo menos duas instituições. Os resíduos das armas são transportados a uma siderúrgica para derretimento do material e todo o processo é filmado do início ao fim.

O 2º Comando do Exército (responsável pelo Estado de São Paulo) aperfeiçoou o processo de destruição com a aquisição de uma máquina própria. “O novo equipamento traz agilidade e segurança para a destruição das armas dentro de suas próprias instalações”, observa o secretário municipal de Segurança Urbana Roberto Porto.

A unidade realiza em média 2 destruições por mês, podendo ampliar de acordo com a necessidade, já que o equipamento tem capacidade de destruição de duas toneladas de armas por dia. A estimativa é atingir a marca de 900 mil armas destruídas ainda em 2013, contando desde 1992.

A diretora do Instituto Sou da Paz Luciana Guimarães elogiou o trabalho do Comitê: “São iniciativas como esta, aliadas à preocupação do Exército, que permitem trazer transparência e confiança ao processo de destruição de armas”.

A campanha
A Campanha de Entrega Voluntária de Armas e Munições é permanente, por isso a qualquer tempo o cidadão pode entregar sua arma em um dos mais de 100 postos da capital (35 dos quais em inspetorias da Guarda Civil Metropolitana). As indenizações variam de R$ 150 a R$ 450 dependendo do tipo da arma.

O Estado de São Paulo já recolheu mais de 160 mil armas desde 2005. No site www.entreguesuaarma.gov.br é possível localizar o posto de recolhimento mais próximo de sua casa.

QUER FAZER PARTE?

APOIE O SOU DA PAZ

A Paz na Prática acontece com você.

#SouDaPaz

Participe das nossas redes sociais