Voltar

I Encontro de Trocas de Tecnologias Sociais

materia_trocasO I Encontro de Troca de Tecnologias Sociais aconteceu entre os dias 4 e 5 de setembro de 2013, em São Paulo, com o tema “Trajetória de vida: um olhar individualizado sobre adolescentes e jovens em vulnerabilidade”. A iniciativa foi uma parceria entre Instituto Sou da Paz, Rede Globo, Unesco e Prefeitura de São Paulo pelo Programa Criança e tinha como objetivo reunir especialistas, atores da sociedade civil e poder público para discutir metodologias de atendimento a adolescentes e jovens em alta vulnerabilidade.

O primeiro dia do encontro aconteceu no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE). Na mesa de abertura estavam presentes Beatriz Azeredo, diretora de Responsabilidade Social da Globo, Marlova Jovchelovitch Noleto, diretora da Área Programática da UNESCO no Brasil, Gabriel Medina, Coordenador de Juventude da Secretária de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo e Luciana Guimarães, diretora Instituto Sou da Paz.

Na sequência houve uma mesa conceitual, mediada por Léo Voigt, com a presença das especialistas Maria do Carmo Brant de Carvalho, Valéria Pássaro e Gabriela Calazans. A discussão girou em torno do perfil da juventude em vulnerabilidade, o atendimento individualizado e sua trajetória de vida.

O segundo dia aconteceu nas salas da Cultura Inglesa, prédio do British Council, e teve como foco um debate aprofundado entre profissionais que atuam diretamente com a implementação de metodologias de trabalho e com o público alvo do seminário. Estavam presentes representantes do Governo de Minas Gerais (Metodologia do Projeto Individual de Atendimento - PIA e Programa Se Liga!), Casa das Expedições, abrigo de São Paulo, (Projetos de Vida) e Lua Nova, abrigo de Araçoiaba da Serra (autonomia e reinserção).

Conheça um pouco mais sobre esses projetos abaixo:

Casa das Expedições

Essa casa de acolhimento atende crianças, adolescentes e jovens, entre 11 e 18 anos, e fica no bairro do Limão, Zona Norte de São Paulo (SP). Realiza um trabalho de reinserção social por meio de resgate de história de vida de cada um dos 20 meninos e meninas em medida protetiva de abrigamento, para que consigam entender as razões e as trajetórias cumpridas até chegar à Casa das Expedições e possam construir um projeto novo de vida.

As expedições, que dá origem ao nome, são saídas pela cidade reconstituindo percursos e espaços urbanos onde as crianças, adolescentes e jovens viveram ou passaram, com o objetivo da reapropriação da histórica de cada um. Além disso, as expedições se estendem para novos espaços ainda não conhecidos fora da cidade, provendo o encontro com diferentes modos de vida, que contribuem para mudanças de paradigma na elaboração de projetos futuros.

Associação Lua Nova

A Associação acolhe jovens mães, entre 13 e 18 anos, e seus filhos em situação de vulnerabilidade social, em Araçoiaba da Serra, interior de São Paulo. Desenvolve um trabalho de inserção social por meio de abrigamento e ações de geração de renda, trabalho, redução de danos e desenvolvimento comunitário, para que se tornem multiplicadoras de um processo de transformação em comunidades em risco.
O processo de construção da maternidade com essas jovens promove a oportunidade de um novo projeto de vida conjunto. O investimento na relação mãe-filho permite a redescoberta de valores éticos e retomada de cidadania.

Para garantir a melhora na qualidade de vida de mães e filhos, são trabalhados o fortalecimento da autoestima, a independência socioeconômica e o convívio na comunidade das residentes da instituição, olhando de forma individualizada cada desejo, necessidade e expectativa dos projetos de vida construídos. Para mais informações, clique aqui

Metodologia Novo PIA (Projeto Individual de Atendimento)

A subsecretaria de Atendimento às medidas socioeducativas de privação de liberdade e semiliberdade do Governo de Minas Gerais (SUASE) e tem implementado uma metodologia de uso do instrumento PIA que garante a construção e efetivação do projeto de vida desse público, por meio de um atendimento individualizado e multidisciplinar.

O PIA é um instrumento previsto no atendimento de medidas socioeducativa, cuja função é registrar os dados socioeconômico, familiar, escolar, de saúde dos adolescente e jovens atendidos. A partir de avaliações das várias áreas sobre os dados, nesse instrumento é construído com esses meninos e meninas um projeto de vida para sua reinserção social. Para mais informações, clique aqui

Se Liga!

O Programa Se Liga! da Secretaria de Estado de Defesa Social, do Governo de Minas Gerias, apoia adolescentes e jovens que já cumpriram as medidas socioeducativas de internação ou semiliberdade, visando auxiliá-los na construção de novas oportunidades na trajetória de vida fora do sistema de medidas.

O programa prevê livre adesão e atua de forma integrada com a família e com a rede de proteção social. O trabalho consiste em articular a rede e fazer apresentar a esses jovens os serviços de atendimento e outras oportunidades ofertadas pela cidade para auxiliar na continuidade do projeto de vida iniciado nas medidas socioeducativa. Esse programa pretende auxiliar adolescentes e jovens a romperem o ciclo de violência no qual estão inseridos apoiando sua reinserção social. Mais informações, clique aqui