CONTATO

Entre em contato pelo telefone
(11) 3093-7333, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; pelo
e-mail atendimento@soudapaz.org, ou envie uma mensagem por meio do formulário a seguir:


Assessoria de Imprensa

Izabelle Mundim
izabelle@soudapaz.org


Desejo receber as newsletters do Instituto Sou da Paz.

NOTÍCIAS

Nota pública: É urgente cessar a inadmissível escalada da letalidade policial no estado de São Paulo

13 de agosto de 2020 às 04:57

Num momento já extremamente difícil para o país, que conta com mais de 103 mil mortos pela pandemia, sendo o estado de São Paulo o mais atingido, é intolerável a escalada de violência e letalidade policial que temos vivenciado. O uso da força policial atingiu patamares inadmissíveis no primeiro semestre deste ano.

O caso mais recente, da violenta morte do jovem Rogério Ferreira no dia de seu aniversário, foi justificado pelas autoridades que afirmaram que a moto conduzida por ele teria sido fruto de roubo, o que não se mostrou ser verdade e não justificaria a execução, ainda que fosse. Os policiais envolvidos na morte receberam elogios públicos, reconhecidos como “excelentes policiais, cumpridores de todas as normas, todas as regras”.

Diante de mais uma morte decorrente do uso abusivo da força pela polícia, o que se espera das autoridades é um posicionamento firme, reiterando que um crime patrimonial não deve jamais se sobrepor à vida. É imperioso que as autoridades da segurança pública se posicionem firmemente não para valorizar policiais envolvidos em confrontos, mas reiterando que a missão da Polícia Militar do Estado de São Paulo deve ser a preservação da vida e que serão feitos todos os esforços neste sentido.

Infelizmente, não se trata de mais um caso isolado, mas de um padrão que temos visto crescer de maneira inadmissível. As autoridades precisam se comprometer com a reversão deste cenário.

A responsabilidade última cabe ao governador do estado, João Doria Jr., que tem o dever de atuar imediatamente para cessar a inadmissível escalada da violência e do uso excessivo da força letal pela polícia num ano em que já contamos tantas mortes. Esta deve ser a prioridade para a segurança pública no estado São Paulo.

QUER FAZER PARTE?

APOIE O SOU DA PAZ

A Paz na Prática acontece com você.

#SouDaPaz

Participe das nossas redes sociais