Voltar

29/03/2016

Seminário discute modelo de polícia e garantias à segurança pública

nota_dialogosO Instituto Sou da Paz participou nos dias 16 e 17 de março, em São Paulo, do seminário “Polícia Democrática e Direito à Segurança”, realizado na Procuradoria Regional da República da 3ª Região.
Na ocasião, membros e servidores dos Ministérios Públicos, profissionais de segurança pública, policiais, atores da justiça criminal e da sociedade civil debateram temas como o impacto da guerra às drogas, prós e contras do modelo de polícia militarizada, melhorias necessárias no processo de investigação de homicídios, entre outros.

O evento teve o objetivo de estimular a formulação de propostas que reforcem modelo de polícia democrática no país, a promoção do direito à segurança pública e o respeito aos direitos do profissional de segurança pública.

Participaram do encontro o procurador federal dos direitos do cidadão Aurélio Veiga Rios, o procurador-geral de Justiça de São Paulo Marcio Elias Rosa, o vice-presidente do conselho de administração do Fórum Brasileiro de Segurança Pública Renato Sérgio de Lima, o diretor executivo do Instituto Sou da Paz Ivan Marques, o professor da Universidade de São Paulo e coordenador da Comissão Nacional da Verdade Pedro Dallari, o pesquisador do Núcleo de Estudos da Cidadania e Conflito e Violência Urbana da UFRJ Michel Misse, a pesquisadora do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania Julita Lemgruber, o professor da Universidade de Brasília Artur Trindade Maranhão Costa, entre outros palestrantes e autoridades.

O seminário foi promovido pelo Instituto Sou da Paz em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), por meio da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão do Ministério Público Federal (PFDC/MPF), Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), e Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP).