Voltar

30/09/2015

Especialistas alertam sobre riscos do porte de armas

1536600_1671067653136228_1732464011410217708_nO Instituto Sou da Paz participou na última sexta-feira (25) do seminário “Controle de Armas, Pela Vida e Pela Paz”, realizado em Maceió (AL) pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) na Universidade Tiradentes. O evento reuniu especialistas de várias partes do Brasil para debater os números da violência armada no país e alertar sobre os riscos que um cidadão armado pode correr.

 

O encontro contou também com uma unidade itinerante de entrega voluntária de armas na sede da universidade, onde estudantes, profissionais da instituição e participantes do seminário puderam conhecer o funcionamento de um posto móvel de recolhimento de armas e munições.

 

Um dos principais temas do debate foi a atual discussão no Congresso Nacional sobre o estatuto que controla o uso de armas no Brasil. Um grupo de deputados financiados pela indústria armamentista quer enfraquecer a lei para facilitar a compra e porte de armas para o cidadão comum.

 

“Pesquisas sérias mostram que não há qualquer relação entre a circulação de armas nas mãos de civis e a diminuição de crimes. Mais de 70% dos homicídios no Brasil são cometidos por armas de fogo. O fato de ter uma arma presente no local do conflito potencializa o risco de morte nessas situações”, afirma Ivan Marques, diretor executivo do Instituto Sou da Paz.